Eu sempre falei mal de Cavaleiros do Zodíaco. Na verdade, isso começou após a Saga de Hades, que veio quando eu já estava mais velho e tinha uma noção melhor das coisas, porque a série clássica, sendo bem sincero, eu só gostava porque era colorido e tinha bonequinhos. Aquela típica memória afetiva.

Mas eu sempre nadei contra a corrente. Quase todos os meus amigos gostavam, meus irmãos sempre foram apaixonados e eu sempre falava mal porque tive uma experiência ruim (um pouco também na reexibição da época da Kelly Key na Band. Como a Netflix disponibilizou a série completa remasterizada, decidi dar uma nova chance (visto que um terço da minha timeline também resolveu assistir e eu não queria ficar de fora da onda).

Nos primeiros episódios, minha teoria de confirmou: a série é esburacada, com falhas enormes de traço e animação, roteiro confuso, algumas tramas não fazem sentido, tem problemas de continuidade e várias redundâncias na dublagem. Ou seja, é uma produção muito ruim, mas… é extremamente viciante.

Assisti mais de 40 episódios em um fim de semana com outras ocupações, o que é muita coisa para o meu padrão. Quando me dei conta, não conseguia mais parar de ver. Até baixei alguns episódios para ver no metrô/ônibus e realmente parei pra ver no transporte, algo que eu normalmente não faço.

  Coloquei o Camus de Aquário aqui porque ele é o Cav mais legal

Ainda estou tentando criar uma teoria para explicar porque os cavs são tão viciantes. Não sei se são as personalidades fortes dos cavaleiros e da deusa Atena, as excessivas frases de efeito, as armaduras que são sim muito bem feitas ou se é alguma magia negra que o Kurumada colocou na história para nos viciar. Se eu descobrir, faço outro textão depois.


Confesso que eu achava que não aguentaria três episódios, mas bem… Já estou chegando na fase das Doze Casas, então vamos continuar né, vai ficar bom... Ou não.

Enfim, se você não assistiu ou só tem um resquício de memória afetiva, dê uma chance e me conte como foi a sua experiência l. Mas esteja preparado, pois você pode ficar igual a mim: viciado em um anime ruim.